Repeteco com o Jovial!

Como sempre nos encontramos na estação Santos imigrantes e seguimos para o motel Prestigie. Conversamos bastante a princípio, até que nos beijamos e caímos na cama. Ele se deitou por cima de mim e ainda vestidos engatamos aquele beijo ardente. 🔥

Durante os amassos fomos nos despindo e assim que fiquei nua, ele se dedicou aos meus seios e a minha menina. 😏 Me chupou por um tempo e quando voltou a me beijar já quis entrar dentro de mim. Então encapamos e ele veio no papai e mamãe bem gostoso. 😛 Me masturbei deliciosamente durante as suas investidas e gozei assim. 🤤 Daí revezamos as posições e também fui por cima. Cavalguei um pouco e então trocamos para comigo de quatro. Ele mandou ver até gozar também. 💦

Daí ficamos conversando enquanto descansávamos, até que decidimos aproveitar a hidro. Coloquei a banheira para encher e ficamos nela papeando até o término do tempo. Depois nos banhamos e partimos. Encontro de 2h.

Repeteco com o Sigiloso!

Novamente o atendi em seu apartamento. Mas dessa vez não teve biritinha para descontrair, então já pulamos para os beijos e logo caímos no sofá. Ficamos um bom tempo apenas nos beijando, até que me sentei de frente para ele e após mais alguns beijos, fui despindo a sua roupa.

Assim que o deixei nu, desci para seu pau. 😋 Me deliciei por algum tempo e depois voltei a beijá-lo. Mais tarde foi a minha vez de ser chupada também. Não sei porque mas o seu oral não estava muito bom, então após certo tempo o chamei para cima, dizendo que já queria transar.

Foi aí que ele me surpreendeu e pediu para chupar o meu rosinha. 😯 Me virei de bruços e confesso que sua chupada atrás deu de 10×0 na frente. Foi mesmo uma delícia, fiquei impressionada! 🤤 Fiquei tão empolgada que até fiz uma nova sessão de oral nele depois disso hehe.

Até que encapamos e fui por cima. Cavalguei por um tempo e quando me cansei, ele pediu que eu ficasse de bruços. Estocou por bastante tempo assim, até que gozou. Depois ficamos conversando sobre alguns assuntos pessoais que o perturbavam (ele estava meio chateado nesse dia, bem diferente daquele rapaz sorridente do primeiro encontro), até que meu celular apitou o alarme do término do tempo (dessa vez coloquei, pois como estava tarde não queria arriscar passar do tempo). Daí fui me limpar (deixei para tomar banho em casa) e chamei o Uber. 

Ganhei de presente um caderno (não vou descrever a capa, pois tem relação com o seu trabalho) e um alfajor. Desta vez ele não me mandou mensagem no pós-encontro (e pensar que da primeira vez foi uma mensagem bem animada e satisfeita). Só espero não ter desapontado em algo. 😪 Encontro de 1:30.

Repeteco com o Falador!

Antes de começar com esse relato, gostaria de avisar que será narrado por duas pessoas. Por mim e pelo referido cliente! Eu acabei demorando para fazer o rascunho desse encontro e alguns dias depois pedi a ajuda dele para me lembrar de alguns detalhes. 😈

A ajuda foi melhor do que eu esperava, pois percebi que nas partes que eu costumo não dar tantos detalhes, ele detalhou demaaaais, tornando o relato ainda mais interessante!! 😁 Trago então as duas versões intercaladas, em prol do entretenimento de todos! Hehe. Espero que gostem!

Quarto 235. Nos beijamos logo de cara e, em pouco tempo, o danadinho já foi tirando a minha blusa. Quando estava quase tirando a minha calça também, tivemos que interromper os beijos para que eu tirasse o meu calçado. Me sentei na cama e nisso ele anunciou que havia me comprado um presente. Mais chocolates Lindt! 😋 Achei que continuaríamos com os beijos logo depois que eu terminasse de me despir, mas acabamos engatando uma conversa, sobre seu novo “rolinho” virtual rs.

Demorou um pouco até que voltássemos aos beijos, mas quando retomamos, o apressadinho pegou a minha mão e colocou no seu pau. “Querendo ensinar o padre a rezar a missa?” – pensei com meus botões rs. Inevitavelmente não demorei muito para chupá-lo depois disso. 😏

… continuando com a minha versão, eu ia dizer que em seguida também fui chupada, e que ele caprichou, se dedicando até me fazer gozar! 🤤

Voltamos ao namorico enquanto eu me recuperava daquela moleza pós-gozo, e quando fiquei 100% o chupei mais uma vez, dessa vez por bastante tempo, até ele pedir para encaparmos. Pelo que eu me lembrava tínhamos começado no papai e mamãe, mas segundo ele começamos de quatro rs:

Essa chupada foi mesmo deliciosa. A-d-o-r-e-i! ❤ Apesar dele não ter gozado nessa primeira transa, fizemos uma pausa significativa como se tivesse. O rapaz tinha se empenhado e estava cansadíssimo. Papeamos enquanto recuperávamos o fôlego.

Quando voltamos a nos beijar, rapidamente ele me pediu um boquete, que obedeci prontamente, é claro! 😉

Depois substitui a boca pela mão (ele estava dando indícios que iria gozar), mas não tão rápido, revezamos na punheta. Ora eu, ora ele mesmo se masturbava. E assim ficamos até ele espirrar na sua própria barriga, comigo assistindo de camarote! 😌

Daí fomos relaxar na hidro, e só bem depois voltamos para a cama. Novamente me deliciei no seu pau, e ele se animou para um segundo round. Encapamos e fui por cima. De início a transa pareceu promissora, mas seu pau amoleceu enquanto eu cavalgava. E como o nosso tempo estava chegando ao fim, acabou ficando por isso mesmo. 🤷🏼‍♀️ Encontro de 3h.

Não falei que tínhamos começado no papai e mamãe?!! Rsrs.

Repeteco com o Língua de Seda!

Ahhh como eu gosto quando o cliente marca repeteco em tão pouco tempo do primeiro encontro! É sinal que realmente gostou muito de mim. ❤ Novamente fomos no motel Colonial Palace, só que dessa vez ele me pegou na estação do metrô Santos Imigrantes e fomos juntos em seu carro.

Logo que entramos na suíte, ele me presenteou com chocolates Lindt, mas além do chocolate, na embalagem também veio uma tiara personalizada com orelinha de coelho (uma graça!), por conta da Páscoa que se aproximava. (No final do post terá uma foto minha usando a referida tiara 😏).

Assim como no primeiro encontro, ele serviu vinho para nós e sugeriu que conectássemos a sua caixinha de som JBL ao meu celular, pois queria conhecer o meu gosto musical (que fofo). Daí ficamos um tempão conversando enquanto bebericávamos o vinho, com as minhas músicas de fundo, uma delícia.

Após um tempo de prosa, tomei a iniciativa de beijá-lo, pois caso não, passaríamos o encontro inteiro apenas papeando rs (o que também não seria ruim, já que conversar com ele é sempre muito agradável e o papo flui naturalmente 😊), e então aos poucos as coisas foram desenrolando…

Me despiu com deliciosa delicadeza, distribuiu muitos beijos pelo meu corpo, chupou os meus seios e então foi para a parte do meu corpo que faz jus ao seu apelido rsrs. Me chupou d-e-l-i-c-i-o-s-a-m-e-n-t-e de novo até me deixar completamente mole depois de gozar com aquela língua maravilhosa. 🤤

Após me recuperar, pedi que ele se deitasse e foi a minha vez de me dedicar. Beijei sua boca, seu pescoço, peitoral e aos poucos fui descendo até o dito cujo. Me deliciei por algum tempo, até que encapamos e fui por cima. Cavalguei e depois trocamos para comigo de bruços, que ele pediu. (Nesse dia descobri que de bruços é a posição preferida dele hehe).

Depois que ele gozou – após alguns minutos estocando – ficamos conversando até o término do tempo. Me banhei, pedimos a refeição e então partimos. A princípio combinamos 3h, mas acabou virando 4h hehe. 😈

Repeteco com o Contraditório!

Como fazia séculos que ele não saía comigo!! 😯 Sempre fico contente quando ressurgem esses clientes do passado! 😊 Me buscou em determinada estação do metrô e seguimos juntos para o motel Prestigie. Suíte 30. Antes de tudo, ele colocou uma playlist muito boa para tocar (o reencontro precisava de um toque especial) e até caixinha de som ele tinha levado! 😁

Me aproximei para nos beijarmos, mas reparei que surpreendentemente ele não estava numa vibe de pegação nesse primeiro momento, queria era conversar. Me pareceu até um pouco tímido rs. Procurei seguir o seu ritmo e conversamos bastante entre um beijo e outro, até que aos poucos fomos nos despindo.

Tentei descer para seu pau algumas vezes durante o nosso duradouro namorico, mas seu menino não colaborava. Daí após um tempo de tentativas, mudamos de tática e ele que veio me chupar. 🤤  Me chupou bem gostoso e por bastante tempo, fazendo com que eu ficasse com muita vontade de transar e quase implorasse para que fôssemos logo para os finalmentes. 🔥

Ele ainda não estava no ponto, então terminei de endurecê-lo na minha boquinha. 😋 Daí encapamos e fui por cima. Como sempre, me masturbei durante as cavalgadas e gozei bem gostoso assim. 😛 Continuei com os movimentos focada a fazê-lo explodir de prazer também, mas, de repente seu pau começou a amolecer ainda dentro de mim. 😢

Tive que ressucitá-lo na punheta e quando enfim despertou daquele sono profundo, retomamos a transa no papai e mamãe. Não conseguiu gozar assim, e certa altura voltei a cavalgar. Infelizmente a transa foi um insucesso, pois seu pinto voltou a amolecer enquanto eu cavalgava. 😪 Resolvemos interromper de vez e retomamos a prosa inicial até o término do tempo (que já estava próximo). Depois nos banhamos e partimos. Encontro de 2h.

Repeteco com o Habib!

Dessa vez resolvi diversificar um pouquinho e gravei um “áudiobook” pra vocês rs.

Espero que gostem… e se excitem. 😈

Ps.: Produzi o arquivo dois dias depois do encontro, por isso tanta riqueza de detalhes rs. É só clicar no hiperlink abaixo: 👇🏻

Repeteco com o Habib

A roupitcha que cito na narração é essa aqui: 😏

Curtiram? Devo repetir essa maneira de narrar? 🤨

Repeteco com o Extenuante!

Quarto 254. Nos beijamos bastante logo que entrei, dos beijos tirou a minha blusa, depois a minha calça e então nos deitamos. Ficamos de namorico por um tempão, até que fui descendo para seu pau. Tirei sua cueca e me deliciei por algum tempo. 😋 Depois ele também quis me chupar, só não lembro se gozei, apesar do seu oral estar muito bom. 😌 Daí voltamos a nos beijar, e antes de encapar, dei mais uns beijinhos no seu pau de novo. 😛

Assim como na transa do nosso primeiro encontro, ele me deu um certo trabalho e não consegui fazê-lo gozar. 💔 Cavalguei por um tempão e quando me cansei, revezamos. Daí me masturbei enquanto ele mandava ver e consegui chegar lá. Já ele acabou se cansando e tivemos que fazer uma pausa. Retomamos o namorico, tirei a camisinha e voltei a chupá-lo. 😋

Repetimos as preliminares do primeiro round (ele também me chupou) e então novo capote! 😼 Dessa vez ele veio por cima direto e novamente bombou até cansar. Não foi dessa vez que ele gozou transando. 😔 Tentei completar a minha missão na punheta, mas nem assim consegui (eta homem difícil). 😭

O jeito foi ele mesmo assumir o controle da situação. Nos deitamos um de frente para o outro na cama, e me masturbei para ele, ao mesmo tempo que ele se masturbava para mim, roçando seu pau na minha barriga. 😛 Enfim senti o leitinho quente na minha pele. 💦 Continuamos deitados por algum tempo, até que fomos nos banhar. Pedi a refeição (ele não quis comer) e foi embora antes de mim. Encontro de 1:30.

Repeteco com o Fofo!

Nos encontramos em um lugar que fazia muito tempo que eu não ia, aliás, eu só tinha ido uma vez… algum palpite? 😏

Se alguém aí pensou: “Casa de Swing Inner Club”, acertou! 😁

Nos encontramos na entrada do local (ele chegou antes de mim). Nos beijamos e então adentramos no estabelecimento. Procuramos por uma mesa vazia perto da pista de dança, nos acomodamos e então começamos a conversar. Tanto tempo desde o nosso último encontro, era assunto que não acabava mais. 😛 Depois ele foi buscar uma bebida para nós, o que animou ainda mais a prosa hehe.

Eu estava numa vibe bem mais tranquila por aqueles dias, então antes de aceitar sua proposta de nos encontrarmos lá, impus a condição que não faria troca de casais. O que ele super respeitou, já que a sua intenção era se relacionar somente comigo mesmo, optando por aquele local apenas pela descontração do ambiente. Sem contar que uma balada normal não teria aquelas cabines para as nossas peripécias. 😏

Depois de algum tempo papeando, resolvemos dar uma voltinha pelo lugar. Fomos para o labirinto e na entrada dele, topamos com seu amigo, que também estava acompanhado de uma GP. Fomos apresentados, eles trocaram algumas palavras e então seguimos só nós dois para o corredor da perdição.

Dessa vez não senti uma energia legal naquele labirinto. Algumas mulheres me tocaram e quase saí correndo rs. Umas pessoas estranhas… Definitivamente não interagiria com ninguém, além dele, naquela noite rs.

Depois fomos procurar uma cabine para namorarmos. 😈 Eu não queria ser assistida dessa vez, então escolhemos uma que nos desse total privacidade. Antes de começarmos com a pegação, limpamos o estofado com papel e álcool em gel, nos despimos e (ainda com as roupas de baixo) começamos a nos beijar. 👄

Não houve muitas preliminares. Ele quis me chupar, mas o interceptei, pois tinha ido direto da faculdade e estava sem meus lenços umedecidos naquele dia. E antes que eu tomasse a iniciativa de chupá-lo, ele já foi encapando e me penetrando naquela mesma posição que eu já estava – sentada de pernas abertas, na beirada do estofado – se debruçando por cima de mim.

Ele estocou por um tempo considerável e eu me masturbei durante as suas investidas. Após alguns minutos, percebi que ele estava se segurando para não gozar antes de mim. E como eu estava bem longe de conseguir esse feito, acabei fingindo que gozei para evitar que ele se cansasse e perdesse o ponto. – Sinceridade falando alto aqui hoje rs. – E como eu suspeitava, só foi eu “gozar”, que ele gozou no segundo seguinte. 😬

Permanecemos dentro daquele pequeníssimo metro quadrado, nos recompondo e conversando, até que aos poucos nos animamos novamente. 😈 Encapamos e dessa vez eu que fui por cima. Cavalguei por um tempo, depois trocamos e ele me pegou na mesma posição do primeiro round. Voltei a me masturbar e dessa vez meu gozo foi verdadeiro! Haha.

Depois que ele também gozou, voltamos a descansar, até que sugeriu deixarmos a cabine. Fomos para a pista de dança e encontramos a GP que estava com seu amigo, mandando ver no pole dance rs. Daí já estava dando a minha hora (combinamos apenas duas horinhas), dancei umas duas músicas com ele e comecei com as despedidas.

O malandrinho queria me arrastar de volta para a cabine, sem sequer mencionar o pagamento do tempo excedente caso eu voltasse. Esses clientes abusam demais da minha simpatia. 🙄 Não fui, obviamente, e sentenciei a minha partida.

Ele não quis permanecer no Inner Club sem mim (apesar do seu amigo estar lá, pois afinal esse também estava acompanhado), então chamou o Uber para si, ao mesmo tempo em que eu chamava para mim. E gentilmente esperou o meu chegar, mesmo o dele tendo chegado primeiro rs.

Querido Fofo… se estiver lendo isso, peço que me envie uma mensagem. Preciso falar com você! 💋

Pernoite com o Amorável!

Duvido vocês adivinharem onde foi o nosso pernoite… 😏 tá bom, vou dizer logo, no apê dele! 😈 Acertamos previamente o Uber que me levaria (e me traria), e fui apresentada ao seu cafofo. 🤗 Conversamos bastante a princípio, ele me apresentou cada compartimento, e então pediu uma pizza pra gente. 😛

Jantamos na varanda, e após ambos escovarem os dentes, fomos para o sofá, assistir um seriado francês que ele colocou, chamado Maison Close (nunca tinha ouvido falar, mas tem a ver com sexo e prostituição). Aos poucos começamos a nos beijar, e o rala e rola começou. 😈 Primeiro ele se dedicou a mim, me fazendo um oral ma-ra-vi-lho-so! 🤤 E depois que gozei, foi a minha vez de retribuir. Caprichei na chupada, até ele pedir que encapássemos! 😼

Daí começamos comigo por cima, cavalguei por algum tempo e então revezamos. Ele veio no papai e mamãe e estocou assim até gozar. 💦 Narrando assim parece que foi rápido, mas a transa em si (contando com as preliminares) durou um tempo considerável. 😊

Nos banhamos individualmente, e depois ele me mostrou muitas fotos no seu computador, de viagens que ele fez ao longo da vida. Bem bacana. ☺ Então fomos nos deitar, e colocamos um filme na Netflix (recomendado por mim), intitulado: “Chamada de Emergência” um suspense fan-tás-ti-co. Recomendo! 😼 Depois nos preparamos para dormir, não rolou segundo round.

Pela manhã, ele gentilmente me serviu café da manhã na cama (muito fofo), e então me preparei para partir. Não sem antes ganhar um presentinho dele: